Tendinite

As palavras terminadas com o sufixo ‘ite’ indicam um processo inflamatório. Tendinite, pois, é a inflamação que acontece nos tendões.

Esta inflamação pode ter causa mecânica (Movimentos repetitivos e/ou excesso de carga) ou química (Desidratação, uma alimentação não balanceada e/ou toxinas no organismo).

A tendinite se manifesta inicialmente com dores que são muitas vezes incapacitantes na execução de certos movimentos e normalmente os sintomas de aviso incluem sensação de dormência nos dedos, mãos frias e dificuldade de realizar tarefas simples como apertar um botão. A pessoa pode sentir dores ao subir ou descer escadas, caminhar, sentar, dobrar os joelhos, entre outras posturas ou movimentos. Já no caso da tendinite crônica, o diagnóstico em geral é mais difícil, por não haver aumento no fluido sinovial, o que requer mais cuidado nas investigações.

Exame clínico e anamnese (entrevista) são os primeiros procedimentos, em que o paciente relata suas queixas e dificuldades, exames complementares são muito importantes para confirmação da inflamação, desde raio-x até a ressonância magnética, cada um atua no diagnóstico de determinadas lesões. Podendo assim trabalhar com mais tranqüilidade e segurança.

Quanto ao tratamento da tendinite mecânica devemos estar atentos ao local da lesão, a confirmação do diagnóstico, carga a ser trabalhada, quantidade de repitições dos excercícios, orientar as correções do movimento, usar os recursos da eletroterapia e da crioterapia. E no caso da tendinite química, precisaremos da ajuda de uma equipe multi-disciplinar para chegar ao sucesso no tratamento.

Contudo a tendinite é uma condição de difícil tratamento, uma prevenção eficaz é a melhor solução. As medidas preventivas mais aconselhadas incluem a realização de pausas frequentes no trabalho, ergonomia, a diversificação e orientação de movimentos a ser realizados.

Dica:

Apesar do século XXI ter iniciado com uma mudança de pensamento quanto a prática desportiva, hoje é praticamente obrigatório fazer alguma atividade física em benefício a saúde. Atualmente a ordem é malhar e/ou se movimentar!

Mas muitas vezes praticamos exercícios sem qualquer critério e cada movimento por mais simples que seja, terá uma série de componentes envolvidos na sua realização. Para a obtenção de bons resultados, a pessoa precisa estar com a musculatura saudável e realizar os movimentos adequados, sem forçar demais os músculos e os tendões. Lembrando que as vezes a meia hora a mais no parque ou na academia pode trazer uma série de complicações, como inflamações, lesões, rupturas e acabam prejudicando o nosso próprio corpo. Estes tipos de situações são facilmente prevenidas evitando os excessos e respeitando os limites do nosso corpo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: